A Lua sempre foi um objeto que causou fascínio nos humanos. Faz sentido, considerando que estamos apenas a um pulo de lá, são apenas 384.403 quilômetros de distância.

Dito isso, quando se trata de entender os detalhes básicos da Lua, nós meio que não sabemos do que estamos falando.

De acordo com uma pesquisa de um time de cientistas da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), a Lua é muito mais velha do que estimávamos – até 140 milhões de anos mais velha, para ser exata.

Depois de analisar o decaimento do urânio em minerais chamados zircônios, que foram encontrados nas rochas da Lua trazidas pela missão Apollo 14 em 1971, os pesquisadores concluíram que o satélite natural provavelmente se formou cerca de 60 milhões de anos depois que o nosso Sistema Solar surgiu. Esse fato, junto com as outras descobertas da equipe, foram publicados na revista Science Advances.

Os cientistas concluíram que a Lua tem pelo menos 4,51 bilhões de anos.

“Nós finalmente determinamos uma idade mínima para a Lua; já era hora de sabermos sua idade e agora sabemos”, disse Mélanie Barboni, líder do estudo e pesquisadora de geoquímica no Departamento de Ciência da Terra, Planetária e do Espaço na UCLA, em um comunicado para a imprensa.

Usar técnicas de datação de rochas para estimar a idade da Lua não é algo novo, mas no passado, os cientistas podem ter usado amostras afetadas por terem sofrido múltiplos impactos. Isso explicaria o grande leque de opiniões sobre a real idade do nosso satélite natural.

Mas nesse estudo, Barboni foi muito específica sobre a pureza dos grãos de zircônio estudados pela equipe – mesmo que isso significasse analisar rochas que estavam guardadas por 50 anos.

Conhecer a verdadeira idade da Lua vai além do nosso desejo natural de querer desvendar mistérios interessantes do espaço: essa informação também pode nos contar como a Lua e a Terra se formaram. A equipe da UCLA concluiu que a crosta do satélite provavelmente está cheio de zircônio, depois que um grande objeto colidiu com a Terra há bilhões de anos e criou uma lua liquefeita, que depois se solidificou e ficou da maneira como a conhecemos.

Tudo isso pra dizer que a Lua é muito velha, e nós estávamos muito errados.

Fonte: Science Advances