A galáxia chamada W2246-0526 está localizada a cerca de 12,4 bilhões de anos-luz da Terra, e tem um buraco negro extremamente enorme e parece estar comendo muito do material da sua  galáxia, disse a NASA em um pronunciamento.

W2246-0526 parece estar atirando para fora uma quantidade extremamente grande de gás.

“Esta galáxia está se partindo ao meio”,o astrônomo Roberto Assef, que estava envolvido no estudo, disse em comunicado . “O montante de energia das partículas de luz depositados no gás é tão grande que está empurrando o gás em todas as direções.”

 

Os cientistas utilizaram o telescópio Large Millimeter no Atacama, Chile para saber as medidas que permitiram aos pesquisadores ver que quem espalhou gás em toda a galáxia, foi muito turbulento.

A extrema gravidade do buraco negro super massivo no centro da galáxia puxa gás e outro material em um disco – chamado de um disco de acreção – em torno do buraco negro, informou a Nasa. Esse buraco negro é a mais provável causa dessa turbulência.

“O atrito a partir deste disco produz o brilho intenso, fazendo com que o brilho da galáxia como uma combinação de mais de 300 trilhões de sóis”, a agência acrescentou.

Pesquisadores descobriram gás turbulento em torno de alguns buracos negros super massivos em outras galáxias antes, mas esta é a primeira vez que o gás turbulento foi encontrado em uma galáxia inteira.

É possível que, eventualmente, o gás poderia ser empurrado todo para fora da galáxia, ou cair de volta dentro da galáxia, disseram os cientistas.

“Um final provável seria que a galáxia vai soprar todo o gás e poeira que esta em torno dela, e gostaríamos de ver o disco de acreção sem a sua capa de poeira – o que chamamos de um quasar “, acrescentou Assef.

O satélite WISE da NASA descobriu a galáxia em 2015, e a nova pesquisa foi publicada em The Astrophysical Journal Letters.