Uma equipe internacional de cientistas afirma que o Telescópio espacial de raios gama Fermi, da NASA, observou luzes de alta energia proveniente de erupções solares localizadas no lado mais distante do Sol, o que eventualmente deve bloquear a luz direta desses eventos. Este aparente paradoxo está fornecendo aos cientistas solares uma ferramenta única para explorar como as partículas carregadas são aceleradas para quase a velocidade da luz e se moverem através do sol durantes as chamas solares.

O pesquisador Nicola Omodei, pesquisador da Universidade de Stanford na Califórnia disse, “Fermi está vendo os raios gama do lado do Sol que estamos enfrentando, mas a emissão é produzida por fluxos de partículas que foram explodidas de disparos solares no lado oposto do Sol. Estas partículas devem viajar cerca de 300.000 milhas dentro de cerca de cinco minutos da erupção para produzir essa luz. ”

As descobertas foram apresentadas nesta Segunda-feira, 30 de janeiro, na reunião Americana de Física, em Washington.
Confira o vídeo divulgado pela NASA com mais detalhes:

Fonte e Tradução: NASA / ESA

Saiba mais em : https://www.nasa.gov/feature/goddard/2017/nasas-fermi-sees-gamma-rays-from-hidden-solar-flares