Um misterioso objeto irá cruzar o espaço próximo à Terra em Fevereiro. Entretanto, suas características são tão incomuns que mesmo os cérebros os mais brilhantes da NASA não podem afirmar exatamente o que é.

O objeto, chamado de 2016 WF9, foi descoberto pelo projeto NEOWISE da NASA em 27 de novembro de 2016. Os cientistas da NEOWISE acreditam que ele pode ter até 1 km de largura. Espera-se que faça a sua aproximação da órbita da Terra em 25 de fevereiro à uma distância de 51 milhões de quilômetros.

O objeto está causando um pouco de confusão entre os cientistas da NASA, pois eles não sabem dizer se é um cometa ou um asteroide. Como regra geral (mas não é infalível), os asteroides tendem a ser rochosos ou mais metálicos, enquanto os cometas tendem a ser mais gelados. Este objeto parece ser escuro e irrefletido, que é tipicamente uma indicação de que é um cometa. Apesar disso, ele não tem a característica da nuvem de poeira e gás que define um cometa. Esta falta de clareza também significa que o objeto tem uma origem desconhecida.

“2016 WF9 poderia ter origens cometárias”, disse o investigador principal adjunto James “Gerbs” Bauer no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA. “Este objeto ilustra que a fronteira entre asteroides e cometas é bem obscura. Talvez ao longo do tempo este objeto tenha perdido a maioria das suas propriedades e características. ”

A NEOWISE, no entanto, conseguiu descobrir outro objeto que eles entendem um pouco mais. No ano passado, eles também encontraram o C / 2016 U1, um cometa que está navegando pela Terra agora.

Será visível do hemisfério norte durante a primeira semana de 2017 no céu do sudeste durante as horas que antecedem o nascer do sol. Você ainda será capaz de vê-lo com um bom par de binóculos, isso o céu estiver limpo e se o brilho imprevisível do cometa for favorável.